Esporão do calcâneo – fasceíte plantar

Fasceíte plantar (inflamação da fáscia plantar) é a causa mais comum de dor no calcanhar visto por um ortopedista. É comum em vários sub-grupos de pessoas, incluindo corredores e outros atletas, pessoas que têm empregos que exigem uma quantidade razoável de pé ou caminhar (especialmente se for feito em uma superfície dura) e, em alguns casos, é visto em pessoas com sobrepeso por imprudência na dieta ou gravidez.

A fáscia plantar é uma estrutura mais ampla, como o ligamento que se estende do osso do calcanhar à base dos dedos do pé, funcionando como uma borracha no arco inferior do pé. Com alguns quilinhos a mais a bordo, ou com atividades como exercício, a fáscia plantar pode desenvolver microtrauma na sua inserção no osso do calcanhar, ou em qualquer lugar ao longo de seu comprimento. Esta sobrecarga pode levar a formação de um processo inflamatório local (fasceíte) e às vezes desenvolver também um esporão ósseo plantar (figura1).

Figura1. Esporão do calcâneo

Esporão do calcâneo

Um fato perturbador sobre fascite plantar é que às vezes leva meses para resolver. Na verdade, ele demora cerca de seis meses para 75% das pessoas se recuperar deste problema. 98% das pessoas parece  melhorar em 12 meses.

O tratamento da fascite plantar consiste em 3 fases:

Fase 1: envolve a prescrição de uma almofada do calcanhar para diminuir a absorção de choque da fáscia plantar, bem como um curso curto de medicação para diminuir a inflamação.

Fase 2:pode envolver injeções de cortisona na região do calcanhar, se o Estágio 1 não foi capaz de trazer alívio significativo. Outras modalidades na Fase 2 são: fisioterapia e uso de tala noturna.

Fase 3: é para aqueles que tiveram a fascite plantar por um ano ou mais, cujos sintomas são severos e impedindo-os de seu trabalho ou lazer. Trata-se de uma cirurgia para liberação de parte da inserção da fáscia plantar e ressecção do esporão do calcanhar. Atualmente os melhores resultados desta cirurgia são com a utilização da técnica por vídeoartroscopia.

Fonte das imagens: Google Images

Curta, compartilhe com seus amigos